quarta-feira, 20 de julho de 2016

PM-RJ: Policias militares encontrados desacordados em viatura foram intoxicados


PMs periciam a viatura

Os dois policiais militares encontrados desacordados dentro de uma viatura, no bairro do Engenho Pequeno, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, foram intoxicados por um vazamento de gás dentro do veículo. A informação foi confirmada pelo sub-secretário estadual de Saúde, Charbel Khouri Duarte. Ainda segunde ele, o cabo Carlos Eduardo Ferreira Pinto e o soldado Marcelo Custódio da Silva, lotados no 7º BPM (São Gonçalo), estão em coma induzido.

— Ainda não podemos definir exatamente qual foi o tipo de gás que os intoxicou. Mas já descartamos a possibilidade de envenenamento ou do uso de alguma substância entorpecente. A intoxicação foi exógena (de fora para dentro). O que é mais provável é que eles tenham inalado uma grande quantidade de monóxido de carbono, que é um gás extremamente nocivo à saúde, mas que não tem cheiro nem cor — explica Charbel: — A equipe que está cuidando deles já fez todos os procedimentos possíveis e estamos agora aguardando a evolução clinica deles

Os PMs foram encontrados dentro de uma viatura na Área de Preservação Ambiental do Engenho Pequeno (APA), em São Gonçalo. De acordo com informações da Polícia Militar, uma funcionária da APA percebeu que os policiais estavam desmaiados e acionou o Corpo de Bombeiros. Durante o socorro, foi constatado que um deles espumava pela boca e, o outro, estava completamente inconsciente.

Os PMs foram levados para o Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), no Colubandê. No início da tarde, uma equipe da Polícia Militar chegou ao Grupamento de Proteção ao Meio Ambiente, local onde que o carro dos policiais foi encontrado, para fazer a perícia, mas não quiseram comentar o resultado.

Para o perito legista Leví Inimá de Miranda, ex-chefe de Medicina Legal do Hospital Central do Exército, as informações levam a crer de que algum problema no escapamento do motor pode ter feito com que o monóxido de carbono tenha sido puxado, pelo ar-condicionado para o interior do veículo:

— É um gás devastador e que pode levar a morte. A melhor forma de evitar esse problema é fazer uma manutenção periótica no automóvel.

A PM informou em nota que o local onde os PMs foram encontrados faz parte da zona de patrulhamento. E acrescentaram que a Polícia Militar instaurou um procedimento apuratório e Centro de Criminalística da PM ficou a cargo de cuidar da perícia da viatura. O órgão disse, também, que o comandante do 7º BPM (São Gonçalo), coronel Samir Vaz Lima, está dando total apoio à família dos militares.

G1