quinta-feira, 21 de julho de 2016

Delegacia de Polícia no RS deverá ter setor para tentar mediar conflitos


O Programa de Mediação de Conflito está implementado em cidades gaúchas como Gramado, Santa Cruz do Sul e Canoas, entre outras. Agora a intenção é de que o próximo município a inaugurar o serviço seja Montenegro.

O Delegado Regional Marcelo Farias comenta que a sala na Central de Polícia de Montenegro já está preparada para receber as partes envolvidas e os mediadores. O Delegado Marcos Eduardo Pepe e outros dois agentes da DP estão em processo de habilitação para intermediar os diálogos.

Conforme Marcelo, a Mediação de Conflitos no âmbito da Policia Civil consiste em tentar solucionar situações, como por exemplo, desentendimento entre vizinhos ou colegas, ameaças, crime contra honra, casos em que, muitas vezes, o cidadão registra ocorrência e dias depois se arrepende. Com isso, deve diminuir o número de encaminhamentos de processos para a justiça. Contudo, o Delegado salienta que crimes domésticos, de Maria da Penha, brigas entre menores ou nos quais uma das partes envolvidas possua antecedentes criminais, a mediação não pode ser aplicada.

Baseado nos resultados obtidos nas cidades onde o programa já ocorre, Farias está otimista em relação aos resultados que possa se obter em Montenegro. O programa vai atender aos municípios de abrangência da comarca de Montenegro. Pela demanda existente, o Delegado acredita que seja necessário realizar em média dois dias de mediação por semana. Entretanto, o fluxograma de atividades está sob responsabilidade do delegado Pepe.

A inauguração do serviço deve ocorrer no mês de julho.

JP News