sábado, 1 de outubro de 2011

FOI PRA CADEIA! Jovem filmou estupro de uma menina de sete anos e não acionou a polícia.

O que intrigou os policiais foi o fato de o rapaz não ter acionado a polícia assim que percebeu a ação contra a criança.


Um jovem foi preso em Beberibe, litoral do Ceará, por armazenar em seu celular conteúdo pornográfico envolvendo adolescentes. A polícia descobriu as imagens após ele ter filmado o estupro de uma menina de sete anos na tarde de domingo. O que intrigou os policiais foi o fato de o rapaz não ter acionado a polícia assim que percebeu a ação contra a criança.

O homem é vizinho da vítima e fez as imagens da janela de sua cozinha, de modo que o agressor não pudesse vê-lo. Com o celular, ele flagrou um homem praticando atos libidinosos contra a menina, o que configura estupro de vulnerável, segundo o delegado Francisco Ednaldo do Vale Cavalcanti.

"Somente três horas após o ato libidinoso ele mostrou as imagens à mãe da criança, caso tivesse acionado a polícia imediatamente o agressor poderia ter sido preso", afirma. A mãe prontamente acionou a polícia, que desconfiou da conduta do rapaz que gravou o estupro.

No cartão de memória do celular do jovem foram encontradas outras cenas, gravadas da internet, com atos libidinosos envolvendo adolescentes. "É importante salientar que armazenar essas imagens configura crime de pedofilia, conforme o artigo 241 D do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)."

Conforme o delegado, não houve conjunção carnal. Ele convenceu a menina a deixá-lo praticar os atos libidinosos. A polícia já identificou o suspeito e espera a confirmação da autoria para prendê-lo. Ele seria um frequentador da casa da vítima e já teria praticado os mesmos atos com outra criança da localidade.


Fonte: DELEGADOS.com.br